MAMON – O Senhor de Escravos – Josimar Oliveira

R$10,00


Argumentar sobre dízimos e ofertas, talvez seja um dos maiores desafios a ser falado no meio cristão, por ser um dos temas mais controversos da experiência cristã; pois quando se mexe com dinheiro, mexe-se com coisa muito séria.

Há pessoas em que suas vidas ganham contornos e níveis de humor completamente diferentes, quando tem acesso ao dinheiro ou mesmo quando se sentem ameaçadas de perder o que têm! O espírito que habita no dinheiro é profano e leva os homens a terem um comportamento não sagrado quando se encontram sobre o jugo do mesmo.

           O fato de Deus estabelecer o culto tendo como uma das normas o ato da entrega dos dízimos e de vários tipos de ofertas, significa que Ele estava conduzindo seu povo a ter contato com uma experiência de fidelidade, generosidade e amor, rompendo com os padrões daquilo que era profano e aprendendo a lhe consagrar tudo!

Pr. Josimar Oliveira

50 em estoque

Categorias: , Tags: , ,

Descrição

Argumentar sobre dízimos e ofertas, talvez seja um dos maiores desafios a ser falado no meio cristão, por ser um dos temas mais controversos da experiência cristã; pois quando se mexe com dinheiro, mexe-se com coisa muito séria.

Há pessoas em que suas vidas ganham contornos e níveis de humor completamente diferentes, quando tem acesso ao dinheiro ou mesmo quando se sentem ameaçadas de perder o que têm! O espírito que habita no dinheiro é profano e leva os homens a terem um comportamento não sagrado quando se encontram sobre o jugo do mesmo.

O fato de Deus estabelecer o culto tendo como uma das normas o ato da entrega dos dízimos e de vários tipos de ofertas, significa que Ele estava conduzindo seu povo a ter contato com uma experiência de fidelidade, generosidade e amor, rompendo com os padrões daquilo que era profano e aprendendo a lhe consagrar tudo!

Doar como uma atitude de adoração é como todo texto sagrado quer conduzir o adorador. O homem caído vive numa perspectiva do receber sempre; isso significa dizer que o mesmo nunca ficará satisfeito. Quando a Bíblia diz em Atos 20:35 que “é melhor dar do que receber”, está afirmando que o receber empobrece, enquanto o doar enriquece e enobrece o ser humano. Isso contradiz tudo o que o pensamento humano caído afirma.

A grande realidade é que muitos cristãos ainda vivem albergados, ou seja, vivem semilivres, pois quem assim vive, não é livre verdadeiramente. Quem acredita que um albergado goza de liberdade está crendo no puro engano! Nessa dinâmica, ele precisa dormir todas as noites na cadeia. Assim vivem muitos que se dizem cristãos; uma parte de sua vida parece ser livre, mas eles dormem nos porões da ganância da infidelidade a Deus, quebrando os princípios de sua Palavra.

Nenhuma ordenança dada por Deus fora para escravidão humana, mas para sua libertação! Em todo contexto bíblico, o Senhor estabelecera lei para que no meio do seu povo não houvesse a prática da escravidão. Uma das expressões no evangelho de João mais conhecida e falada é: “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará, se pois o filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (João 8:32). Isso significa dizer que jamais haverá liberdade, sem que o homem tenha um encontro com Jesus, para que então comece enxergar o que diz a sua Palavra!

Pr. Josimar Oliveira

Comentários

Comentários

Não há comentários ainda.

Seja o primeiro a escrever

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *